Faculdade FINOM


  • Julho - 2017
    D
    S
    T
    Q
    Q
    S
    S
               
    1
    2
    3
    4
    5
    6
    7
    8
    9
    10
    11
    12
    13
    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20
    21
    22
    23
    24
    25
    26
    27
    28
    29
    30
    31
             
    04 e 06 - Segunda chamada
    08 - Sábado letivo
    10 a 11 - Provas Finais
    13 - Encerramento do semestre

    13 a 28 - Renovação de matrícula
    14 a 30 - Recesso escolar

    28 - Colação de grau oficial
    31 - Início do Semestre letivo

    :: calendário 1º semestre PRESENCIAL :: calendário 2º semestre PRESENCIAL :: calendário 1º semestre EAD/POS :: calendário 2º semestre EAD/POS
Responsabilidade Social é na FINOM


FACULDADE TECSOMA
Universia do Brasil

Acadêmicos da Finom fazem visita técnica na Usina Hidrelétrica de Itaipu




Acadêmicos de Paracatu e Patos de Minas estiveram também no Parque Nacional de Iguazú, na Argentina e Ciudad Del Este, no Paraguai

No mês de março, os alunos do curso de Engenharia Elétrica da Faculdade Finom – Campus Paracatu e Campus Patos de Minas, participaram de uma visita técnica que contemplou os seguintes locais: instalações da Usina Hidrelétrica Binacional de Itaipu, Parque Nacional Iguazú na Argentina e Ciudad Del Este no Paraguai.

A realização da visita técnica foi uma iniciativa do Prof. Esp. Márcio da Silva Fernandes, e teve como objetivo o encontro do acadêmico com o universo profissional, proporcionando aos participantes uma formação mais ampla.  Visitar as áreas de um empreendimento permite aos acadêmicos relacionar os conhecimentos teóricos e práticos recebidos no contexto escolar aos conhecimentos práticos da realidade empresarial.

“A realização destas visitas é de extrema relevância para os alunos da graduação. Nelas é possível observar o ambiente real de uma organização em pleno funcionamento, além de ser possível verificar sua dinâmica, a organização e todos os fatores teóricos e técnicos implícitos e explícitos no ambiente observado”, afirmou o Prof. Márcio, que também é coordenador do curso de Engenharia Elétrica.

Ao realizar esta visita, os acadêmicos puderam visualizar as aplicações de teorias e práticas sobre redes de energia, sistemas integrados de controle, geração de energia, máquinas elétricas, análise de sistemas elétricos, distribuição de energia da administração e do ambiente necessário para controlar a geração e transmissão de energia, ainda mais se tratando da maior usina hidrelétrica do mundo e desenvolvida por brasileiros.

Durante a visita técnica foram constatados os seguintes fatos:
•    A Usina Hidrelétrica de Itaipu é um empreendimento pertencente ao Brasil e ao Paraguai, e foi construída para realizar o aproveitamento hidrelétrico dos recursos hídricos do rio Paraná, pertencente em condomínio aos dois países, na área que se estende do Salto Grande de Sete Quedas até a Foz do Rio Iguaçu.

•    O tratado de construção da Usina Hidrelétrica de Itaipu estabelece que a energia produzida seja dividida igualmente entre os dois países, possuindo cada um o direito de adquirir a energia que não foi utilizada pelo outro para seu próprio consumo.

•    Em 1984 entra em operação a primeira unidade geradora de energia da usina. 7 anos depois, em abril de 1991, foi colocado em operação a 18° máquina, e assim foi atingida a capacidade de geração de 12600 MW de energia. No final de 2006 foram instaladas duas unidades adicionais de geração de energia com capacidade de produção de 700 MW cada, o que elevou a potência instalada em Itaipu para 14000 MW, o limite de sua capacidade.

•    90% da energia de Itaipu é consumida no Brasil e o Paraguai consome apenas 10%. A energia de Itaipu representa 17% do total consumido no Brasil.

•    A Itaipu, além de ser uma moderna e eficiente planta industrial, que supre uma parcela significativa da demanda elétrica do Brasil, e quase a totalidade da demanda paraguaia, também desenvolve um conjunto de programas e de ações para promover diretamente o desenvolvimento autossustentável em ambos os países, especialmente nas comunidades regionais.

•    Pode-se perceber também o impacto social e econômico gerado na região. A cidade de Foz do Iguaçu tinha cerca de 30.000 habitantes antes da construção da usina e hoje tem mais de 300.000 habitantes. Da mesma forma foi observado um crescimento econômico no município de Cidad del Este, no Paraguai.

•    Uma universidade está sendo construída dentro da área da usina, com objetivo de contribuir para o desenvolvimento tecnológico, cultural e social da região. As vagas nesses cursos serão divididas igualmente para brasileiros e paraguaios.

O nome Itaipu significa “pedra que canta” na língua tupi-guarani, nome escolhido pelo fato da existência de uma pequena ilha de pedra no ponto onde foi construído a Usina, cuja passagem da água produzia um som típico de um assobio.

•    A empresa Furnas Energia é uma a Subestação de Foz do Iguaçu e é responsável pela conversão e transmissão da energia elétrica produzida em Itaipu.

•    As Cataratas do Iguaçu fortaleceram significativamente o turismo da região, atraindo pessoas de várias partes do mundo. As cataratas se formam em um ponto onde o rio Iguaçu entra em um Cânion, resultado da ação da erosão das águas do mesmo sobre as camadas de rocha basálticas.

•    O rio Iguaçu nasce na Serra do Mar, próxima à cidade de Curitiba, percorrendo todo o estado do Paraná através de 1320 km em direção ao oeste até encontrar com o rio Paraná na fronteira com a Argentina, Paraguai e Brasil (Marco das Três Fronteiras).

•    As quedas d’água, cujo número varia de 150 a 270, de acordo com as estações seca e chuvosa. Na época das cheias pode chegar a uma vazão de 6500 m³/s de água. Na ocasião da visita o guia informou que o rio Iguaçu estava com uma vazão de 1040 m³/s.

Por: Professor Especialista Márcio da Silva Fernandes.
 
FINOM
 
 
Abrir Galeria
 
Abrir Galeria
 
Abrir Galeria
Galeria de Fotos
Confira todas as fotos

Saiba Mais

Faculdade Finom apoia II Simpósio de Fitopatologia da UnB

Egresso de Engenharia Ambiental fala sobre a profissão para os acadêmicos da Finom

Acadêmicos da Finom participam de palestra com engenheiro Ambiental da Kinross

Faculdade Finom participa de rodada de palestras na Monsanto

Todas as notícias

Início   |  Instalações  | Estrutura Organizacional  |  Histórico  |  Vestibular  |  Trabalhe Conosco  |  Aluno  |  Fale Conosco

FINOM - Faculdade do Noroeste de Minas - Rodovia MG 188 - Km 167 - Bairro Fazendinha - Paracatu/MG - CEP: 38.600-000
Caixa Postal: 201 - Telefax: (38) 3311-2000 - E-mail: finom@finom.edu.br


Compatível com: Internet Explorer 7 ou superior - Mozilla Firefox

Faculdade FINOM Faculdade FINOM FINOM Patos de Minas Home Finom Patos de Minas
LiveZilla Live Chat Software